sábado, 23 de Setembro de 2017

 



Prémios Pfizer +  distinguem duas investigações sobre Multiplicação Celular e Regeneração Óssea

 
Bolsa vai para estudo sobre "Repercussões Cardíacas da Estenose Valvular Aórtica”

Um trabalho sobre o processo de Multiplicação Celular e outro sobre Regeneração Óssea foram esta semana distinguidos pelos prémios Pfizer 2007, que atribuíram ainda uma bolsa a um projecto de investigação sobre patologias cardíacas.

"A formação dos centrossomas: será preciso um molde?", o trabalho agora premiado com 20 mil euros e que já tinha sido publicado em Maio na revista Science, permite romper com ideias vigentes desde o século XIX que faziam crer que o centrossoma - estrutura presente em todas as células e que regula a sua multiplicação - funcionaria como modelo para a multiplicação das células. A investigação foi desenvolvida por Ana Rodrigues Martins e Mónica Bettencourt Dias, investigadoras do Instituto Gulbenkian de Ciência + .

Os Laboratórios Pfizer atribuíram ainda, na categoria de Investigação Clínica, um prémio de 20 mil euros a um trabalho sobre Regeneração Óssea desenvolvido por um conjunto de investigadores do Instituto Gulbenkian da Ciência, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, da Universidade de Coimbra, da Universidade Técnica de Lisboa, da Universidade do Minho +  e do Instituto de Biotecnologia  +  e Bioengenharia.

A bolsa de investigação, no valor de 60 mil euros, foi atribuída a um grupo do Serviço de Fisiologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e será destinada ao estudo sobre as "Repercussões Cardíacas da Estenose Valvular Aórtica", uma calcificação da válvula aórtica que leva a uma perda de maleabilidade e que dificulta o bombear do sangue para o organismo.

ALERT Life Sciences Computing, S.A.