quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

 
Vitamina D

Consequências da falta de vitamina D






A insuficiência de vitamina D pode ser um factor de risco para a síndrome metabólica nos idosos, revela um estudo que foi apresentado no The Endocrine Society's 92nd Annual Meeting , em São Diego.

O co-autor do estudo, Marelise Eekhoff, explica que, como esta síndrome "aumenta o risco de diabetes e doença cardiovascular, um nível adequado de vitamina D no organismo pode ser importante para a prevenção dessas doenças".

Neste estudo, os investigadores da University Medical Center, na Holanda, analisaram os dados de 1.300 homens e mulheres holandeses com 65 anos ou mais de idade que tinham participado entre 1995 e 1996 no Longitudinal Aging Study Amsterdam, tendo constatado que 48% destes apresentavam deficiência de vitamina D.

O estudo revelou que 37% dos participantes sofriam de síndrome metabólica, ou seja, pressão arterial elevada, obesidade abdominal, perfil anormal de colesterol e níveis elevados de açúcar no sangue.

Os indivíduos com níveis sanguíneos de vitamina D (níveis séricos de 25-hidroxivitamina D) inferior a 50 nanomoles por litro, o que é considerado insuficiência de vitamina D, eram mais susceptíveis a sofrer de síndrome metabólica do que aqueles cujos níveis de vitamina D eram superiores a 50 nanomoles por litro. Este risco aumentava com a presença de dois dos factores de risco para a síndrome metabólica: baixos níveis de HDL, ou "bom" colesterol, e uma cintura grande.

O estudo revelou também que não havia diferenças entre os homens e as mulheres.

Os investigadores planeiam utilizar agora os dados de 2009 para estudar quantos dos participantes que tinham baixos níveis de vitamina D desenvolveram diabetes. Em declarações à EurekAlert, Marelise Eekhoff afirmou que é importante investigar o papel exacto de vitamina D em pacientes com diabetes para encontrar formas novas e talvez mais fáceis de prevenir esta patologia bem como doença a cardiovascular".